quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Dentista brasileiro em Toronto


Ja estou para escrever esse post ha muito tempo mas pra variar, a correria do dia a dia nao deixa… Parece que desde que chegamos aqui, tantas coisas acontecem nas nossas vidas que esse quase 1 ano e meio nos da a impressao de quase 5 anos morando aqui. Claro que nao podemos reclamar pois tudo esta acontecendo rapido e estamos progredindo a passos largos, mas que as vezes esse ritmo louco nos cansa, isso cansa…

Mas voltando para o assunto principal, achamos nosso dentista brasileiro aqui em Toronto e queriamos deixar registrado nossa satisfacao em ter encontrado um dentista realmente bom! Alem da facilidade da clinica dele estar em North York e no metro (sem precisarmos sair na rua durante o inverno), o tratamento e o conhecimento dele realmente nos conquistou. Tirando que eh muito bom explicar e escutar a explicacao em portugues para coisas mais tecnicas ou q envolvem nossa saude.

Desde que chegamos nao tinhamos precisado de dentista, mas ai como temos o plano da empresa q cobre essa parte odontologica e eu tive uma obturacao que caiu, resolvemos dar uma geral nas nossas bocas. Chegamos a passar em consulta com outros dentistas, inclusive brasileiros tambem mas depois que fomos no Dr. Olavo, agora nao mudamos mais. Arrumamos o que precisavamos arrumar, fizemos limpeza e agora eh manter a saude dos nossos dentes para eles aguentarem ate ficarmos velhinhos…

Entao, caso vc precise de um dentista brasileiro realmente bom, recomendamos:

Dr. Olavo Queiroz
20, Yorkmills Road - suite 209
Estacao de metro York Mills
(ou se vc for de carro tem estacionamento pago)
Toronto, ON

Telefone: 416.488.7454

bjs,
Ci.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Aniversario


Parece que foi ontem ....
Há exatamente um ano, aterrissávamos neste país.
Eu, a mulher, 2 sacolas de mão, 4 malas e 1 coelho..
E muita expectativa. A sensação ? Uma mistura de medo e esperança.
Não vou esquecer a despedida no aeroporto de SP..
Mas tb não vou esquecer da cena quando o oficial de imigração daqui checou os nossos passaportes, nos devolveu e, olhando nos meus olhos, sorriu e disse: "Welcome to Canada".
A maioria das coisas aconteceu muito próximo de como imaginávamos. Algumas mais rápido até.
A sorte vem nos acompanhando. Agradeço sempre ao "Papai do céu".
Se pastamos? Com certeza - e não foi pouco. Lógico, nada é perfeito, todos os lugares tem os seus problemas. Mas o balanço é positivo.

O que dizer?
Cresci como homem e ser-humano.
Aprendi muitas coisas. Quer ver?
Aprendi a dirigir na neve - é muito legal !
Aprendi a lavar-roupa (fazer o que ...)
Aprendi que homem tb tem que passar creme hidratante (o inverno é MUITO seco - a pele coça e chega a descascar se não cuidarmos direitinho).
Aprendi que a saudade não diminui. Mas aprende-se a conviver com ela.
Aprendi a parar o carro completamente na placa de STOP (aqui o negócio pega).
Aprendi a duras penas que a roupa encolhe na secadora.
Aprendi a pendurar cortinas (após "destruir" uma parte da parede ...)
Enfim, aprendi que temos uma capacidade de adaptação fantástica.
Passei a valorizar algumas coisas que antes eu considerava "banais". Exemplo fácil: o sol.
Percebi o quanto é bom dirigir com as janelas do carro escancaradas, totalmente despreocupado, quando o termômetro marca 40 graus positivos (sim, aqui tb faz calor - e muito).
Saí de bermuda e camiseta regata com -20 graus, só pra saber qual era a sensação.
Me senti absolutamente seguro ao abrir meu Laptop no metrô.
Dirigi um caminhao.
Descobri que alguns chineses lavam o tênis na maquina de lavar louça ...
Soube que a mulherada não pode sair de cabelo molhado no inverno pq a cabeleira congela e o cabelo pode literalmente quebrar.
Não consegui explicar prum canadense o que é requeijão (O mais próximo aqui é Cream-Cheese)

Coisas p/ aprender no próximo ano: Esquiar e snow-board.

Obrigado a todos aqueles que acompanham a nossa caminhada e torcem por nós. Ao restante, I'm sorry ...

Que venha o próximo ano !

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Copinhos


Vira e mexe recebemos e-mails assim: jogue o lixo no lixo correto, economize energia, economize água…

Esse último veio do comite de meio-ambiente no trabalho, mas muitos vem da administração do prédio ou até de folhetos que vemos por aí.

Não nego que isso é uma coisa q eu gosto, essa mania de reforçar os cuidados com o meio-ambiente!! Acho que no fundo, no fundo, faço parte dos ecochatos :o)

Lembro de um artigo que li há um tempo atrás e que falava dos 4 R's que deveríamos sempre lembrar. Como aqui, não diferente dos e-mails que recebo, é um local de divulgação de coisas boas, segue abaixo os 4 R's. Espero que reforce e que também inspire bons hábitos para todos nós:

Reduzir: objetos de consumo
Reutilizar: o que ja temos
Reciclar: os produtos, dando-lhes outros fins que não o lixo
Rejeitar: o que é bombardeado pelo marketing e que não necessitamos realmente.

bjs,
Ci.

sábado, 31 de janeiro de 2009

De volta ao blog


Pois é, depois do último post tantas coisas aconteceram por aqui que faltou tempo para escrever e cuidar do blog. Mas aqui estou novamente e confesso, estava sentindo falta de escrever...

Antes de mais nada, feliz 2009 para todos nós!! Que esse ano seja melhor que o anterior, que seja um ano de realizações, alegrias, coragem e principalmente, muita saúde!

Por aqui estamos bem, recebemos amigos, família, viajamos, curtimos, tiramos fotos e tbm sofremos com a partida de todos.. Mas faz parte, e só quem tem (e ama) pode sentir a falta… então melhor continuar assim.

Uma coisa interessante q aconteceu nesse tempo que eu estava ausente aqui no blog foi perceber como o Canada realmente nos faz mudar. Digo isso me referindo a como aprendemos a tomar conta da casa, em como lidamos com uma nova estação cheia de novas coisas para fazer, em como percebemos q o ambiente (e as pessoas) tbm mudam de humor e mudam conforme a estação.

E não tinha como não comentar neste post sobre o inverno, essa estação q muitas vezes as pessoas generalizam achando q Canada seja só isso.

Claro q ja estou comecando a cansar do frio, dessa brincadeira de colocar e tirar casaco toda hora (agora entendo pq a mulherada aqui opta por ter cabelos curtinhos) mas tem coisas boas tambem: esportes de inverno, curtir jantares com amigos, aprender a dirigir na neve, entre tantas outras coisas q nao estavamos acostumados a fazer. Estar aqui, acima de tudo, é um aprendizado imenso e só por isso, já vale a pena!

Minha última conquista foi um frango assado na cerveja que ficou delicioso! Quem diria, né? Eu, achando legal (ops, tbm num é pra tanto...) cozinhar!! Mas, o importante eh nao deixar o inverno te contaminar com o mau humor generalizado, não deixar o dia frio te esfriar nem q para isso vc precise quebrar barreiras internas onde vc terá que se adaptar com coisas q não estava acostumado a fazer!

É isso aí, que 2009 nos traga também muitos novos aprendizados de vida!!

Um otimo final de semana para todos, bjs,
Ci.

domingo, 14 de setembro de 2008

Voluntariado que vale a pena


Já faz tempo que estou para escrever sobre a THS (Toronto Humane Society) mas só hoje consegui um tempinho para realmente falar sobre eles.

Essa entidade protetora dos animais atua aqui em Toronto e é responsável por ajudar todos os tipos de animais abandonados ou encontrados em situações precárias, cuidando deles e os colocando para adoção.

No mês de Agosto, soubemos de alguns números:
123 gatos
24 cachorros
16 pequenos animais
2 passarinhos
ou seja, total de 165 animais que encontraram novas casas!

Eles também atuam ajudando animais silvestres, desde bbzinhos esquilos que cairam da árvore, pombas machucadas, patos atropelados, raccoons (texugo) selvagens que estão com algum problema... e depois de tratados, voltam para a natureza pois aqui em Toronto temos muitas áreas verdes, todos voltam para o lugar onde foram encontrados originalmente.

A maioria das pessoas já sabe que há mais ou menos um mês, começamos como voluntários na área de pequenos animais domésticos. Cuidamos de coelhos, porquinhos da índia, hamsters, gerbils, ferrets e passarinhos que estão em dois grandes quartos.
Uma vez por semana passamos lá para fazer de tudo, desde limpar as gaiolas, trocar a água, colocar comida fresquinha, levamos cenoura, bananas, ajudamos até simplesmente fazendo carinho, pois todos animais que estão lá são bastante carentes.

É uma ótima oportunidade para fazer novos amigos, falar inglês, conhecer de perto como essas organizações funcionam... além de voltarmos para casa com gostosa sensação de ter feito a diferença para alguns bichinhos.

Gosto muito dessa cultura canadense sobre voluntariado, onde as pessoas desde pequenas aprendem que se estão em uma situação boa, devem ajudar os outros.

Quando comecei na Toronto Humane Society não sabia que qdo contasse no trabalho teria tanto impacto, todos admiraram muito minha atitude e sei que ganhei vários pontinhos com meus superiores. Tanto minha gerente e mesmo agora os diretores, já vieram falar comigo... seja para contar que o gatinho q eles tem foi adotado lá na THS ou então para brincar comigo falando que já estou virando realmente uma "canadense".

E hoje, conversando com a responsável da área na THS, soube que com o término do verão e volta às aulas, eles perderam voluntários e tbm estão com o número de animais selvagens bem alto (esquilos principalmente, vários bbzinhos q cairam do ninho ou se perderam da mãe e precisam ser alimentados na mão todos os dias).

Ou seja, se vc gosta de animais como eu e está com um tempinho livre aqui em Toronto, me escreva (nemoto.cinthia@yahoo.ca) e vamos combinar para irmos juntos para vc conhecer o trabalho deles. Tenho certeza q vc também vai gostar e quem sabe não se torna um voluntário comigo, né? Eles precisam de voluntários para todas as áreas: gatos, cachorros, animais silvestres e vários outros!

bjs,
Ci.

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Quatro coisas...

Recebi o convite de uma pessoa muito querida, a Andréa, para responder essas perguntas... não tinha como não aceitar, né?

Tentei escrever respondendo pelo impulso e não pensando muito, para que as respostas fossem bem autênticas... espero que vcs gostem!

Quatro empregos que eu já tive:
1. monitora de acampamento
2. atendente de telemarketing médico internacional
3. estagiária
4. executiva de marketing e comunicação

Quatro filmes que eu assisto sempre que passam:
hum.... pode ser filmes que eu vivi? aí vai...
1. a emoção de quando golfinhos "invadiram" nosso mergulho em Fernando de Noronha
2. minha felicidade quando ganhei aos 13 anos minha cachorrinha Pety
3. a empolgação da primeira vez que vi neve
4. a mancada de quando cantei o pneu do Kadett GSI do Dan, no nosso primeiro encontro

Quatro lugares que eu já morei:
1. São Paulo
2. Toronto
3. Vancouver
4. Montréal

Quatro programas de TV que eu gosto:
não gosto de programas de TV...

Quatro pessoas que me mandam e-mail regularmente:
1. familiares
2. amigos
3. conhecidos
4. interesseiros

Quatro coisas que eu faço todos os dias:
1. acordo
2. vivo
3. erro e aprendo (às vezes)
4. agradeço antes de dormir

Quatro comidas favoritas:
1. a da minha vó
2. a da minha mãe
3. doces em geral
4. frutos do mar

Quatro lugares onde eu gostaria de estar:
1. no fundo do mar, mergulhando
2. no barco, navegando
3. no carro, dirigindo em alguma estrada
4. em casa, curtindo aqueles que eu amo

domingo, 10 de agosto de 2008

Doação de sangue

Ontem estávamos andando em um shopping daqui quando nos deparamos com um posto de informações sobre doação de sangue. Não teve como não parar... todos que estavam lá eram voluntários, explicando pacientemente sobre a doação de sangue e vendo se as pessoas gostariam de se inscrever para fazer parte do programa.

Quem me conhece já sabe que estava demorando para eu começar com meu blá blá blá de solidariedade, né? Doação de sangue, sacolinhas de tecido para o supermercado, ajudar instituições sérias, adotar animais ao invés de comprá-los... hehehe... vcs já estavam com saudades, não?

Pois é, colocamos nossos nomes na lista de futuros doadores de sangue. Aqui o programa é mantido pelo governo, vc deixa seu nome, data de nascimento, cep da sua casa e telefone. Durante a semana eles colocam os dados no sistema, verificam as clínicas mais próximas da sua casa e vc escolhe o dia e o horário para fazer a doação. Parece inclusive que há clínicas móveis que podem passar na sua casa se vc não puder ir até o posto, bem organizado mesmo.

As solicitações sobre idade, peso, condições de saúde, intervalo entre doações e tudo mais são iguaizinhas às do Brasil, então nem precisa ficar escutando muito tempo o que a pessoa vai falar nas explicações, é só vc falar que já é doador de sangue e pronto. Claro que eles também estão munidos com catálogos informativos, pulseirinhas de borracha vermelha escrito "blood" (aquelas que estão na moda para usar no pulso, sabe?) além de banners, sorrisos e muita boa vontade para explicar tudo quantas vezes forem necessárias.

Para quem quiser se inscrever no programa e fazer a sua parte, é só ligar para 1-800-236-6283 e passar seus dados ou então acessar o site da Canadian Blood Services. Além de tirar suas dúvidas, vc também encontra informações sobre os tipos de sangue mais necessitados, como é feita a divisão do sangue, como os hospitais recebem o sangue e muito mais...

Vamos fazer nossa parte? Doar sangue não custa nada e pode ajudar muitas pessoas!!

bjs,
Ci.